Ser Feliz é uma Decisão com:- Fabiula Silpin

Me chamo Fabiula, Tenho 29 anos, solteira, moro em Brasília, tetraplégica! Sou atleta mesatenista da OIPDT. Modelo do Fashion inclusivo e promotora de mobilidade da empresa Smart cadeira de rodas.
Amo tudo que faço, amo tudo que já fiz. Já fiz de tudo um pouco, já joguei rugby em cadeira de rodas, já fiz teatro, participei do Noturno Cadeirante em Brasília, foi uma experiência muito boa. Gostei muito! Gosto de cantar, apesar de cantar mal pra caramba, faço parte do grupo de louvor da minha igreja. Adoro sair com meus amigos, amo minha família. Sou grata a Deus por tudo, enfim Amo viver.


Bem, quando sofri a lesão estava com 18 anos, tinha acabado os estudos, trabalhava em uma loja de celular da vivo como vendedora. Jogava futebol e vôlei, estava tentando entrar na faculdade, pensava em ser enfermeira, mas sonhava em ser policial. Com 18 anos como toda adolescente estava cheia de sonhos e objetivos. Sempre fui ativa, gostava muito de sair, de aventuras, gostava de viver. Acho que tudo que eu era antes reflete no que sou hoje.
      Meu acidente foi no dia 11 de abril de 2004 ( feriado de páscoa). Fui fazer minha primeira viajem sozinha pra Goiânia, visitar uma amiga de infância. Chegando decidimos ir acampar, fomos entrar no rio, quando entrei um rapaz que estava no bar gritou: Menina cuidado! Quando virei pra saber o que era, um menino desceu no escorregador e caiu em cima de mim. Ele bateu com os pés no meu ombro, fraturando minhas vértebras c4 e c5 do pescoço, no local não tinha ninguém orientando quem entrava e quem saia. Perdi todos movimentos na hora ficando tetraplégica. Como não tinha salva vidas fui socorrida por banhistas que me sentaram, piorando a situação. A ambulância que me socorreu não tinha colar cervical, então não tive os primeiros socorros corretamente, acredito que isso tenha agravado mais minha lesão.
    Quando criança sonhava em ser bem sucedida financeiramente e ter minha casa, meu carro, ser policial, adotar uma criança e casar, talvez! Rsrs
Hoje sonho em conquistar minha independência, ter saúde e força pra vencer os obstáculos.
     Superei essa mudança em minha vida, graças a Deus que sempre me deu forças e nunca me abandonou, graças à minha família, amigos, que sempre foram presentes na minha vida. Graças ao hospital de apoio e ao Sarah também. Foi um conjunto de coisas. Mas acho que minha cabeça e minha força de vontade contribuirão muito. Minha maior dificuldade foi e continua sendo a locomoção, depender das pessoas pra ir nos lugares é a pior de todas.





- Como você descreve a felicidade e como chegar a ela ?


Felicidade é ter Deus no coração! Chegar na felicidade? Ser Feliz é decisão. Você decide ser feliz e pronto.

- Você é uma pessoa ativa! O que você pode dizer para as pessoas com limitações que pararam suas vidas?


O esporte me abriu portas e me ajudou muito, indico o esporte na vida das pessoas. O contato com outros cadeirantes também foi uma forma de motivação. 

- Como você descreve sua autoestima sendo uma mulher vaidosa e Cadeirante ?

Eu sou só um pouquinho vaidosa, Rsrs. Não me considero bonita, mas sou bem comigo mesma. 

- Como seria o mundo ideal para você ?


Com mais amor ao próximo, mais acessível, menos preconceito, menos injustiças, um mundo de paz.

- O que você pensa sobre preconceito e você já sofreu com isso ?


O preconceito pra mim já diz tudo e um "pré conceito" sobre algo que a pessoa não conhece. Ou seja falta de informações. Não cheguei a "sofrer" pelo preconceito, mas já ocorreu sim.

- Qual a maior lição de vida que você já aprendeu ?


Foi dar valor as coisas e momentos pequenos da vida. Exemplo: hoje dou maior valor em poder escovar os dentes sozinha... Rsrs.

- Como está seu coração e como descreve sua vida sentimental ?


Meu coração está bem, batendo! isso é importante... Rsrs. Minha vida sentimental está confusa… mas estou focada em outras coisas. Estou Feliz.

Rapidinhas.


- Deus? Tudo.
- Família? Essencial.
- Amigos? São anjos que Deus nos dá.
- Alegria? Sempre.
- Cadeira de Rodas? Minha parceira.


Deixe-nos uma mensagem.

Sua vida pode ser uma comédia, uma aventura ou uma história de superação, sucesso e amor. Mas pode ser também um drama, uma tragédia ou a monotonia da não-mudança. 
Porque todos nós temos tudo isso em nossas vidas. O que muda é como editamos, em quais experiências mantemos o foco e sobre o que falamos. 

Fale do drama, e sua vida será um drama. Fale da aventura e a mesma vida será deliciosa...

Viva e escreva e reescreva sua história quantas vezes precisar.






"Ame, pois o amor é o esporte da alma. Quem ama deixa sempre a alma sarada".





"A beleza ideal está na simplicidade calma e serena". 





"Esqueça os piores momentos da sua vida e faça os melhores se tornarem inesquecíveis".





https://www.facebook.com/fabiula.silpin?fref=ts

https://www.facebook.com/pages/Acima-dos-Limites/575343939241414


                                                                                                                                         Fabiula Silpin.

5 Comentarios

  1. Parabens Fabiula por sua determinaçao!!

    ResponderExcluir
  2. Parabéns Fabi, sucesso sempre.

    ResponderExcluir
  3. Buenas Me llamo Mihai Florea soy un chico con un discapacidad intelectual vivo en el puevlo de capital de ajo que se llama las pedrñeras cuenca Castilla España y soy un chico rumano tengo 31 años y me gusta tener mucoso amigos y amigas si no te molesto te digo que me gusta encontrar una pareja y con un discapacidad y me puedes llamar al número de mi teléfono que se (0034)664660041 Mihai Florea muchísimas gracias adios

    ResponderExcluir

Em Alta

Contando sua História com:- Hamilton Oliveira

Bom, geralmente estou do outro lado entrevistando, mas não podia  recusar o pedido David e deste blog que adoro e acompanho sempre que p...